Entenda como funciona a proteção do Whatsapp!


Entenda como proteger o seu whatsapp com mais segurança da sua privacidade. A criptografia agora é nativa para as mensagens de WhatsApp, mas também há; formas de proteger todo o seu celular.

Quando o Whatsapp anunciou, que passaria a usar criptografia de ponta a ponta nas suas mensagens, outros apps de mensagens já; se vangloriavam de suas opções de criptografia: o iMessage, da Apple, usa a mesma tecnologia, por exemplo.



A criptografia de ponta a ponta traz segurança porque “embaralha” o conteúdo de todas as mensagens, só sendo possível decifrá-las em dois ambientes: o aparelho que enviou e o aparelho que recebeu. Ou seja: antes, se os servidores do WhatsApp fossem invadidos, as mensagens poderiam ser lidas, já que ficavam armazenadas por um período de tempo nos mesmos; agora isso não é mais possível, desde que se atualize o app.

Isso faz com que o governo simplesmente não possa mais pedir para que a empresa forneça informações sobre mensagens trocadas por seus usuários, já que o acesso não é possível, teoricamente, nem para a própria empresa.

Não existe nem mesmo a possibilidade de desabilitar esta criptografia quando ambos os lados da troca de mensagens possuem a versão atualizada do app.





Por essa dificuldade, a medida sofreu crítica da parte de grupos a favor da possibilidade de usar o app em investigações criminais.

A empresa, que pertence ao Facebook, está implementando o sistema desde 2013 (mesma época em que Edward Snowdendenunciou a fiscalização digital em massa da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, a NSA).

Além da criptografia, o sistema do Whatsapp não armazena as informações nem nos servidores da empresa.

Pelo menos é o que garante a companhia, já que trata-se de um sistema fechado.

Com a medida, o WhatsApp transmite a mensagem de que, mesmo se for acionado pela Justiça, não conseguirá decodificar o conteúdo de seus usuários.

A criptografia do aplicativo ficará sempre ativada de forma automática, sendo impossível removê-la.





Em nota, a empresa explica que cada conversa possui seu próprio código de segurança, ele pode ser encontrado na tela de dados do contato ou do grupo, em forma de código QR ou como uma sequência de 60 dígitos.

Embora nem todas as criptografias sejam tão sofisticadas, existem outras maneiras de proteger os conteúdos de suas mensagens e dados em dispositivos móveis. Conheça algumas delas. Clique aqui.

Fonte:
http://www.infomoney.com.br/
http://epoca.globo.com/

Curta as nossas redes sociais: